Para florescer, vigor. | Seja Imensa
311
post-template-default,single,single-post,postid-311,single-format-standard,qode-news-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Para florescer, vigor.

 

– Mais que coragem, uma espécie de ímpeto em ser. Como quem pertence ao Metazoa, a gente quer ser gente com direito a querer suspender estações, com coisa que elas só se fazem inevitáveis no Plantae.
É assunto [quase] esgotado mas zero consumido. O tal do tempo, dos ciclos e seus desdobramentos. Em suma acredito que florescer seja mais que graça; é uma baita garra. No reino vegetal uma flor nada mais é do que uma estrutura reprodutiva, ou seja, ela é gerada para gerar. É no íntimo da delicadeza que é formada a semente e, se existe tempo para a flor, para ela não é diferente.
Aliás, não há sistema que escape de incômodos sazonais e é a partir daí que nos aproximamos da humanidade, no sentido mais intrínseco da palavra. Somos feitos de altos e baixos e muitas vezes tratamos como exceção ordinária o que deveria fazer parte e, se assim é, por que não tratar cada qual com a devida intensidade? Momentos não deixam de ser momentos quando assumem uma postura adversa, muito menos se fazem mais breves.
O prezado viver a vida corre ralo abaixo todas as vezes que forçamos os giros do ciclo, até porque constranger nunca garantiu êxito. Atemporal deveria ser o entusiasmo; e digo o de viver seja o que for com vontade, pra não restar resíduo, não provocar retorno imprevisto. Quanto maior o estrago, maior a reforma. Proporcional a queda é a altura para fazer multiplicar perspectiva. Ao passo que se resguarda, se mostra tangível.
Você é flor, eu sou semente, eles são tempo, nós crescimento. Eu sou você, eles são nós, você é eu, nós somos eles em estações diferentes. Mais verídico que o dinamismo é a resposta daquelas perguntas sobre o agora e as dúvidas sobre o depois. Verdade mesmo é a certeza que se revela entre passagens porque muito mais que provisório, o hoje é vida e mais do que nunca vale a pena ser vivida como é.
Para florescer, vigor. Para crescer, vigor. Para suspender, vigor. Para retroceder, também.
(Aqui tem mais um tantão de posts como este, vem ler!)
[foto: Pinterest]
Sem Comentários

Escreva um Comentário