O que a empatia conta além do outro | Seja Imensa
384
post-template-default,single,single-post,postid-384,single-format-standard,qode-news-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

O que a empatia conta além do outro

 

Relacionamento é o tipo de coisa que a gente aprende vivendo. Dos mais frouxos àqueles mais cravados muitas vezes nos vemos capturados pelos anseios do outro como se fossem nossos e, impedidos de mover tempestade alheia, agregamos poeira ao nosso próprio caos. E não falo aqui sobre empatia, falo sobre desespero de dentro – o pior tipo de aflição é a que você toma pra si sem ser sua. É bacana se colocar no lugar do outro quando você abre margem para o tal compreender o lugar em que está sob uma ótica externa: o tipo de caso que a reação deve vir sem ação, é questão de posicionamento.
Sabe, algumas vezes os relacionamentos tratam nossos impulsos, nossos tiros no vazio de uma forma muito pessoal. Muitas vezes os relacionamentos testam nossos limites, em outras eles impõem recuos.

 

(Leia aqui mais posts sobre ‘Relacionamentos’)

1 Comment

Escreva um Comentário