Como ser mais criativa: 5 dicas sem mimimi | Seja Imensa
335
post-template-default,single,single-post,postid-335,single-format-standard,qode-news-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Como ser mais criativa: 5 dicas sem mimimi

 

Como ser mais criativa? Eis a questão e a inspiração que muita gente diz faltar na rotina dos tempos de hoje. Dizem por aí que já existe de tudo no mundo e eu não estou muito distante de acreditar nisso também. Nesse rumo eu acredito mais ainda no poder da autenticidade e dos detalhes de viver a própria vida como fonte criativa, por isso trouxe hoje 5 dicas que me ajudam a tornar esse processo mais fluido e menos doloroso, vem ler:

1. CRIE O ESPAÇO PARA CRIAR

Simples e prático, vamos começar assim! Se o processo é home office, fica mais fácil tapear os estímulos do nosso amado cérebro mudando de cômodo ou simplesmente variando a posição de trabalho. Por isso vale experimentar um tempinho no quintal, na cozinha, de costas pro lugar de sempre, em pé e sei lá… Exercite a criatividade começando do lugar que ela parte, afinal o espaço conta! E se você não tem toda essa liberdade, dá para trocar os itens da mesa constantemente, adicionar cores, tirar cores, uma plantinha ali, uma frase inspiradora acolá e tudo sempre rotativo, combinado?

2. PROCRASTINAR É DIFERENTE DE PAUSAR

Muitas vezes me sinto culpada quando fujo do foco do processo criativo pois me convenço que estou falhando na produtividade. Entretanto é preciso perceber que a pausa é parte constante e o respiro de fazer nascer algo novo. Como procrastinar é enganar a si mesmo, vale medir para qual extremo você está pendendo baseando-se na consciência da sua pausa, algo como cronometrar o período, definir um objetivo para a pausa (como meditar, tomar um café, trocar uma ideia com alguém) ou até pesquisar um outro assunto interessante em um meio tempo. O que você vai fazer na pausa não é muito relevante – cada pessoa tem seu método – mas é importante que você se mantenha fiel ao que propôs e se atente a algum limite de tempo ou objetivo cumprido.

3. CRIAR É RELACIONAR COISAS IMPROVÁVEIS

Esse conceito funciona muito bem com design e fotografia e sem dúvidas é algo incrível para estender para qualquer área criativa. Basicamente porque estabelecer comparações nada óbvias, mesmo que de um jeito super particular também é criar alternativas para fazer surgir coisas novas do tanto que já existe no mundo. Desafie-se a achar algo em comum entre conceitos que aparentemente não funcionam bem juntos e veja surgir desta forma uma nova abordagem da forma mais pura e autêntica! Vou te dar um exemplo: você quer escrever algo novo sobre autoestima e se depara com um besouro batendo na janela – qual relação você pode criar entre esses assuntos? Fica aí o desafio! haha

4. A NATUREZA CONTA

Literalmente a ordem natural das coisas e o ciclo da vida, seja humana, animal, vegetal têm muito a oferecer de inspiração. Formas, consequências, harmonia e contraste, cronologia, cores, melodias, a própria casualidade. Nossa visão sobre ela também dilui a sensação de estagnação pois não existe nada tão passageiro e imprevisível quanto um dia em si. Bem poético na mesma medida que é bem real também!

5. RECRIAR COMO RECREAÇÃO

Exercitar a criatividade nada tem a ver com assumir compromissos pontuais com novas ideias. Tem que fluir no mínimo como uma diversão em qualquer contexto, uma mudança de mente que te faz criar assuntos de qualquer lugar em multi situações. A criatividade nada mais é do que um exercício e nada melhor do que regularidade e continuidade para se sentir mais segura quando a missão criar for ativada em um momento nada propício.

Capte os passos que funcionam melhor para a sua rotina, é importante que a sua intuição te guie por um caminho tão certo quanto imprimir sua própria pluralidade em várias manifestações criativas, seja qual for o seu trabalho, arte ou hobby. O mundo já tem coisa nova o suficiente, mas está sempre esperando pela sua própria coisa.

 

LEIA MAIS POSTS COMO ESTE AQUI:

// 9 LIÇÕES VALIOSAS QUE “ANNE WITH AN E” (RE)DESPERTOU EM MIM
// ESCREVI MEU PRIMEIRO EBOOK // QUAL O APP? 

Sem Comentários

Escreva um Comentário