Você pesquisou por CURITIBA | Seja Imensa
0
search,search-results,qode-news-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

  Curitiba tem traços de muitas culturas, principalmente europeia, e isso pode assustar um pouco quando se pensa sobre onde comer pela cidade pagando pouco por comida boa. Por isso, eu selecionei 3 restaurantes com pegadas totalmente diferentes e em regiões distintas de Curitiba como dicas para você aproveitar um rolê sem desembolsar muito durante a sua viagem. Para começar, nada melhor que matar a curiosidade sobre a suculenta foto da capa do post: O bom e velho hambúrguer não erra na hora da fome – agora imagina um burguer com ingredientes frescos e naturais feito na hora! É isso...

  Viajar sozinha pode significar um custo alto com acomodação já que obviamente você não vai dividir o valor com ninguém. Por esse motivo, mesmo ainda sem ter experiência em hostel, eu comecei a pesquisar opções desse tipo por Curitiba a fora, bem antes de realmente decidir que eu iria visitar a cidade. Eis que encontrei o Hostel Roma, mas fiquei encucada já de início por eles utilizarem a forma antiga de reserva e não venderem pelo Booking, Decolar ou outras plataformas que asseguram a acomodação. Isso significa que eles reservam apenas por contato direto, pelo telefone ou por email....

  A tour com o ônibus Linha Turismo é um dos passeios mais procurados em Curitiba, mas também envolve um dilema: existem 25 opções de paradas em pontos turísticos e você deve escolher apenas 4 dentre essas para desembarcar e conhecer ao longo do trajeto. E foi por tanta dúvida e depois de tanta análise que vim te ajudar nessa missão quase impossível compartilhando as minhas escolhas de roteiro para aproveitar ao máximo um dia inteirinho. Chega mais! 1. JARDIM BOTÂNICO Esse tem que conhecer e tem que voltar, combinado? Então tá haha. O cartão postal da cidade tem entrada...

  O MON, Museu Oscar Niemeyer, é um dos cartões postais mais indicados nas pesquisas e não é para menos. Além da própria arquitetura que é uma super atração em beleza e imensidão, a curadoria das exposições é incrível! O museu fica aberto de terça a domingo, das 10h até 18h, sendo que na quarta feira a entrada é franca. É claro que eu me virei para estar lá neste dia e garantir uma economia no dim-dim e por isso te indico o mesmo! Se o paraíso fosse assim tão bom – Cecily Brown Nem todas as exposições são fixas,...

  Tomar um cafézinho quente ou suco delícia com comida boa rodeada de muuuitas plantinhas? Em Curitiba dá! Por isso o Botanique é parada obrigatória para quem se apaixona pela experiência muito além do “o que comer” já que o diferencial realmente é o clima super aconchegante do lugar! O ambiente interno tem mesas para bastante gente, podendo até compartilhar e conhecer pessoas novas. Cada cantinho tem assentos diferentes e ao fundo além da perspectiva da decoração, é possível também comprar as plantas e itens de jardinagem fofos, com o suporte de uma vendedora simpática que me pareceu mega entendida do assunto!...

  Que sorte a minha passar por Curitiba e ter gente incrível como a Lis Guedes registrando essa viagem de forma tão sensível e sincera! Uma carioca me apresentando o centro histórico da cidade, conversa boa e alguns cliques em uma manhã nublada e gelada, como de costume por ali. Dá pra sentir daí? Esse foi um dos ensaios mais “express” que fiz e a Lis soube captar exatamente como eu me sentia ali – e essa é uma das melhores partes de transmitir grande parte de mim através da nossa comunidade Imensa – porque é seguidora tão próxima quanto...

  Eu não consigo me enxergar em um lugar tão eu quanto em meio a natureza, e que bom que a Dani também teve essa percepção! Ela captou esses momentos tão lindos depois de um papo longo e fluido sobre empreender, se descobrir, relacionamentos e as dores e delícias de ser mulher nesse meio tempo. A gente caminhava pra lá e pra cá no Parque Barigui em uma manhã geladinha mas toda linda! Dani fotografa porque é assim que ela se vê empoderando outras mulheres. Assim, ela constrói pontes com outras histórias e retrata olhares, corpos e cenários contextualizados com...